SFbBox by smart happy birthday wishes

Cordas & Nós

Uma corda possui três componentes que são: fibras, fios e cordões. Os fios são feitos por traçado das fibras, os cordões por traçado de fios e a corda por traçado dos cordões. As cordas podem ser de fibra vegetal, como: manilha, sisal, cânhamo, algodão, linho, pita, cairo, etc., fibra mineral: zinco, cobre, aço, aço inox, etc., e as sintéticas: nylon, perlon (que nada mais é que o nome fantasia para o nylon tipo 6), dacron, spectron, poliamida, polipropileno, polietileno, poliester, kevlar, etc.) estes tipos de cordas são mais maleáveis, têm uma resistência maior a abrasão, excelente capacidade de absorção de choques, e ponto de fusão relativamente alto.

São muito empregadas em acampamentos, na marinha, por montanhistas, espeleólogos, e importantíssimo em operações de resgates. Muitas vezes, uma vida pode depender de um nó “bem feito”.

No uso de cordas, haverá necessidade da fazer nós, quer para amarrações, quer para emendas, quer para içar ou outros fins. Daí a importância de se saber alguns nós. Um bom exercício consiste em faze-los com as mão atrás das costas ou de olhos fechados para memorizar.

Vários fatores influenciam na nomenclatura dos nós, tais como: por qual nome ele é conhecido numa determinada região, país, etc.; quem foi o criador (as vezes leva o nome de quem o criou); em que meio ou atividade é usado; etc. Em muitas ocasiões não havendo uma concordância quanto ao nome correto.

Podemos citar alguns exemplos:

  1. Nó de pescador ou Nó de inglês;
  2. Calabrote ou Nó de abôço ou Nó do artilheiro;
  3. Nó d’água ou Nó de fita ou Nó duplo;
  4. Nó de borboleta ou Nó de alpinista ou Borboleta alpina;
  5. Nó de barraca ou Nókanoê;
  6. Volta do salteador ou Nó de fuga;
  7. Nó de trapa ou Nó de ábita;
  8. Nó auto-block ou Nó de Bachman (seu inventor);
  9. Nó Prusik (seu inventor) ou Nó Prússico;
  10. Balso de calafate ou Nó francês;
  11. Catau do marinheiro ou Cadeira de bombeiro;
  12. Volta do fiel ou Nó de porco ou Nó de barqueiro;
  13. Nó de contração ou Nó constritor;
  14. Nó em oito ou Nó em oito singelo ou Volta de fiador;
  15. Encapeladura singela ou Volta de singela ou Nó de algema;
  16. Nó UIAA ou Nó de Munter (seu inventor) ou Meia-volta de fiel; 
  17. Escada de quebra-peito ou Nó de escada;
  18. Nó quadrado duplo ou Nó quadradocom três alças;
  19. Balso americano ou Nó espanhol;
  20. Lais de guia ou Nó de bolina;
  21. Volta daribeira ou Nó de vigamento;
  22. Nó de forca ou Nó de carrasco;
    e tantos outros.

 Nós, voltas, falcaças, mãos, costuras, botões, pontos, pinhas, gachetas e cochins, são trabalhos da arte de marinheiro. Os nós são usados quando se pretende unir um cabo a outro, ligar os chicotes do mesmo cabo ou fixar um cabo a qualquer objecto (ex: cabeço, cunho, etc.). Nem sempre se aprendem pelos livros: fazem-se, desfazem-se e tornam a fazer-se sempre que seja possível. A maioria destes trabalhos não tem actualmente utilização prática sendo usados hoje em dia com fins decorativos. Outros porém continuam a ser essenciais em qualquer manobra onde se usam cabos, e por isso tão actuais como sempre o foram.

Um ótimo exercício consiste em fazê-los com as mãos atrás das costas e/ou de olhos fechados.

Nós
(Simples, Oito, Frade, Direito, Ladrão, Escolta, Pescador, Lais de Guia)

Voltas
(Fiel, Anete, Redonda, Cunho)

Outros
(Alça, Falcaças, Pinha)

Nunca Esquecer:
Sua vida ou de outros, pode depender de um nó.
Por isso faça-os BEM FEITO e tenha muita ATENÇÂO ao utilizá-los.

 


APLICATIVOS OFICIAIS DE PROGRESSÃO